Review: Need for Speed Heat

Need For Speed Heat finalmente chegou ao mundo e está cada vez mais parecido com os jogos de quando a franquia atingiu seu auge, como é o caso do Need For Speed Underground 2, Need For Speed Most Wanted (Ano de 2005), dentre outros. Sem dúvidas, a franquia é um dos maiores marcos da EA (Eletronic Arts) dos últimos 20 anos. Porém, os últimos jogos da franquia têm deixado a desejar e muitos jogadores ficaram desanimados em continuar acompanhando a franquia. Mas será que tiveram mudanças e realmente vale a pena comprar e jogar Need For Speed Heat (NFS Heat)? Confira a minha análise na íntegra e descubra!

Análise Need for Speed Heat Lançamento 2019
Imagem/Reprodução: Eletronic Arts

A cidade Palm City é enorme e repleta de detalhes incríveis e bem estruturados. Além disso, as perseguições policiais são bem severas e o risco de perda de controle total do seu veículo sob uma chuva muito forte é maior, esses detalhes são realmente bem interessantes. Need For Speed Heat também proporciona o calor das fugas da polícia na fictícia Palm City, inspirada na iluminação, neon, luzes, arranha-céus e paraísos de Miami. Inclusive, o mapa é bem extenso e me fez lembrar os clássicos jogos de renome da franquia.

Ainda assim, em Need For Speed Heat, pude observar que a Ghost Games (empresa desenvolvedora do game) parece reunir o todo universo das corridas ilegais, das fugas à polícia, kits de personalização e também largas derrapagens, com os mundos abertos das cidades fictícias. Em outras palavras, a empresa resolveu integrar tudo o que há de melhor em uma experiência vívida e definitivamente impressionante. Antes do lançamento do jogo eu já estava gerenciando minhas expectativas e fiquei surpreso com essas grandes novidades.

Ao ter o primeiro contato com o novo NFS Heat, você já vai perceber que temos um jogo com uma base sólida, ao contrário dos jogos anteriores, muitos sem contexto. Dessa vez, com a cidade Palm City, temos uma experiência bem mais iluminada, com os seus arranha-céus, carros em circulação nas ruas, outros jogadores também explorando esse vivo mundo (no Modo Online). Além disso, a velocidade excessiva é logo detectada pelos radares dos policiais que estão em patrulhas e rapidamente você será perseguido por conta das infrações.

A personalização vai muito além de apenas customizar os carros que você for adquirir no jogo, você também pode personalizar o seu personagem que será o grande protagonista durante todo o enredo do jogo. Por sinal, todas as cutscenes estão muito bem estruturadas e, novamente, diferente de jogos anteriores da franquia, agora temos um contexto bem estruturado e diferenciado. Em outras palavras, existe um aspecto muito realista, dos veículos, do ambiente e dos personagens, tornando mais próximo do jogador a história.

Análise Need for Speed Heat Lançamento 2019
Imagem/Reprodução: Eletronic Arts

Em Need For Speed Heat, existem zonas florestadas e montanhosas, assim como outras zonas emblemáticas de Need For Speed. É um game em mundo aberto que muitas vezes me fez lembrar um pouco de Forza Horizon 4, mas ao contrário de algumas evoluções mais recentes, não apresenta o famoso ciclo de 24 horas, como inclusive temos em Forza Horizon que eu mencionei anteriormente.

Na prática, existem efeitos climáticos, como a passagem de um tempo seco para húmido em diversos momentos de Need For Speed Heat, chovendo intensamente em determinadas situações. Não que isso afete a condução sempre, isso porque os efeitos práticos são sobretudo de ordem visual. Ainda assim, não há uma passagem do tempo de forma automática. Cabe ao jogador decidir entre jogar de dia ou de noite, podendo alternar entre essas opções. Existem eventos que só estão disponíveis durante o dia e outros durante a noite (especialmente rachas).

Galeria de Imagens

Todos os eventos em Need For Speed Heat possuem uma vantagem importante. Isso porque ao conseguir os recursos financeiros imprescindíveis no jogo, você vai conseguir melhorar a performance do seu carro e adquirir novas customizações ou até comprar outros carros. À medida que melhorar a sua reputação, através dos desafios frequentes, enfrentando rivais, terá o seu nível de reputação ampliado, que por sua vez dá acesso a novos carros. Isto significa que você terá de pisar no acelerador se quiser chegar aos melhores veículos do jogo, os mais rápidos e os mais potentes, diga-se de passagem.

Outro aspecto bem interessante no game é o sistema diversificado de personalização do seu carro. Na prática, os kits de aprimoramento em NFS Heat são os mais variados que já vi na franquia até hoje. Não só podem melhorar o aspecto visual do veículo, utilizando peças autênticas dos criadores dos eventos, ou mesmo kits originais, como podem aprimorar consideravelmente a capacidade de condução do veículo, acrescentando nitros, que vão até pequenos detalhes como ruído do motor ou efeito do escape (eu gostei dessas possibilidades). Logicamente, é importante contextualizar que todas essas mudanças possuem um custo e você terá, novamente, de correr bastante opara consegui-los.

Em relação a jogabilidade de Need For Speed Heat, posso afirmar na prática que estamos diante de uma modalidade arcade, o que a princípio pode causar alguma estranheza para os jogadores iniciantes e batidas constantes (isso aconteceu comigo, pode acreditar!). A função constante de Drift do carro em curvas mais fechadas não é um movimento muito natural, mas é uma manobra imprescindível se não quiser perder tempo para os outros corredores.

Bugs. Já é interessante começar o parágrafo com essa afirmação, pois o jogo tem alguns vários bugs e acredito que serão corrigidos com o passar do tempo através de atualizações por parte da própria Ghost Games. No entanto, em minhas análises levo a imparcialidade como ponto primordial e isso afetou em alguns momentos minha experiência, especialmente em travamentos do jogo que podem ser constatados nos dois vídeos com as transmissões que eu realizei no YouTube. Em uma ocasião o jogo simplesmente fechou e fui parar na home.

Minha Opinião
  • Gráficos
  • Interface
  • Diversão
  • Multiplayer
  • Jogabilidade
  • Funcionalidades
4.6

Conclusão

Need For Speed Heat (ou apenas NFS Heat) é uma excelente experiência, bem elaborada e em torno de elementos habituais na série mais famosa de todos os tempos, tendo a inspiração em Miami (Estados Unidos) em uma cidade conhecida como Palm City em NFS. A perseguição e componente de fuga à polícia nas corridas noturnas é um aspecto muito interessante, mas durante o dia as vezes isso não ocorre.

O jogo tem uma longa campanha através de várias atividades durante o dia e durante a noite, podendo-se alternar entre os períodos do dia em determinados eventos. Ainda assim, as perseguições policiais acrescentam um factor dificuldade adicional às provas, e tendo em conta a diversidade de grandes desafios, a extensão da cidade Palm City e o fator diversão através da condução, nunca ficamos com a impressão de uma cidade vazia, como ocorria em jogos anteriores da franquia Need For Speed.

Confesso que eu estava com zero expectativa em relação ao novo Need For Speed Heat, em função do que a EA e Ghost Games fizeram em jogos anteriores da franquia, deixando claro que a única intenção era tentar vender mais do mesmo. Contudo, em NFS Heat, essa dinâmico mudou e para melhor. Durante a minha análise e gameplay, me fez até lembrar os bons tempos de Need For Speed Underground 2 e Need For Speed Most Wanted 2005, dos quais eu mencionei em minha transmissão no YouTube.

Juan de Souza

Meu nome é Juan, tenho 20 anos, sou empresário, investidor, blogueiro, streamer e podcaster. Com muito orgulho comecei meu primeiro negócio aos 10 anos de idade utilizando uma conexão limitada no Brasil, especificamente numa cidade de interior.